Alcoólatras

Perfil de um alcoólatra, tipos e como identificar

O artigo Alcoólatras mostra como é bastante difícil saber quem é um alcoólatra e, também, qual é o perfil de um alcoólatra, uma vez que não existe um padrão único para o beber compulsivo.

O álcool é uma droga social e culturalmente reconhecida em nossa região e em muitos outros territórios ao redor do mundo, e é por isso que é difícil combatê-lo.

 

Para entender melhor o perigo que representa, segundo a OPAS (Organização Pan-Americana de Saúde), o álcool contribui para mais de 300.000 mortes por ano nas Américas.

Dessas 300.000 mortes, 85.000 permanecem diretamente influenciadas pelo álcool, e as principais razões de morte devido à predominância do álcool são patologias hepáticas (64%) e transtornos psiquiátricos (27%).

 

Entretanto, mesmo com dados tão assustadores, o consumo de álcool continua a ser perpetuado.

Uma vez que este uso se torna bastante acentuado, ele pode se transformar em abuso. O próximo passo poderia ser o alcoolismo.

 

 

O que é Alcoolismo

 

 

O que é alcoolismo?

O alcoolismo é definido como uma patologia psiquiátrica e incapacitante.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima a patologia como consequência da impossibilidade devido ao consumo de álcool, devido à dependência física e emocional.

É considerada uma patologia devido a componentes sociais, psicológicos e biológicos.

 

Oalcoólatra ou a dependência química do álcool faz com que esta pessoa pense obsessivamente e se comporte de forma compulsiva.

O indivíduo não podeparar de pensar em beber e, uma vez que o faz, é de forma descontrolada, o que frequentemente leva a outras sequelas.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde, esta patologia afeta cerca de 4 milhões de brasileiros, o que equivale a 3% da população.

Parece pouco, porém este número é superior aos números do surto de conjuntivite de 2017-2018, que é uma patologia bastante comum, simples de transmitir, e que tem uma média de 2 milhões de casos por ano.

 

 

Alcoólatra: Qual é o perfil de um?

O perfil de um alcoólatra é o comportamento exibido e o estilo de vida conduzido por alguém que acomoda a explicação de um alcoólatra.

Um comportamento bastante comum é um aumento na frequência do consumo de álcool e com doses maiores.

A pessoa viciada começa a ter mudanças de humor mais comuns, irritação e agressividade, assim como o distanciamento social, provavelmente farão parte deste perfil.

 

Complexidade de ter relacionamento com o núcleo familiar e amigos próximos, devido ao pensamento obsessivo sobre a bebida, não ser capaz de lidar com situações primárias diárias.

Isto acontece porque o que domina os pensamentos e atividades desta pessoa alcoólatra é apenas o álcool.

O desejo do corpo e da mente por esta substância faz com que o indivíduo negligencie ou não dê importância a outras coisas, como a família e os amigos.

 

A mudança de hábitos e de círculo social é comum nestas situações, devido ao fato de que o indivíduo procura por aqueles que apóiam seu vício.

A negação é recorrente nos alcoólatras, embora seja notável, vários não permitem que eles permaneçam neste caso e pensam que ainda tem controle.

O alcoólatra dificilmente será capaz de manter compromissos ou aceitar novas responsabilidades, graças à sua maneira de pensar e agir.

 

 

Qual é o perfil de um alcoólatra

 

 

Perfil de um alcoólatra: conheça os tipos

O que você acabou de ler é um perfil geral do que é um alcoólatra, entretanto, nesta doença, existem diferentes tipos de viciados.

Descrevemos abaixo os principais tipos de alcoólatras:

 

Alcoólatra funcional

Um alcoólatra em serviço é aquele que não corresponde à definição de alcoolismo.

Embora bebam muito e às vezes estejam fora de controle, eles conseguem manter boas relações familiares e de trabalho.

Este alcoólatra, apesar de mostrar sinais como ganho ou perda de peso, problemas de sono, problemas de saúde (principalmente do coração, fígado e cérebro), continua a manter uma boa interação com os outros e consigo mesmo.

 

Embora esta boa convivência seja uma questão de tempo antes de culminar, quanto mais tempo o indivíduo permanecer sem tratamento, mais fortes serão os sinais indesejados.

O tipo mais comum de indivíduos nesta classe são os homens com mais de 30 anos e com mais de 60 anos.

 

Alcoólatra crônico

Embora bebam em doses menores, os alcoólatras crônicos bebem com mais frequência.

Este tipo de alcoólatra começou a beber muito rapidamente, principalmente na infância ou na juventude, e o consumo não parou desde então.

 

Embora represente menos de 10% dos alcoólatras, este grupo tem a maior possibilidade de desenvolver outras patologias junto com o alcoolismo, o que chamamos de comorbidade.

A maioria desses alcoólatras vem de famílias nas quais também existem outros dependentes e tem uma alta possibilidade de apresentar transtornos de personalidade.

 

Divórcios, brigas com amigos, problemas no trabalho, demissão por causa justificada, admissão no pronto-socorro; este grupo é o que tem experimentado mais frequentemente estas situações.

Também é recorrente que estes alcoólatras consumam e sejam dependentes de outras drogas além do álcool.

 

Alcoólatra com parente intermediário

Estes dependentes químicos alcoólatra foram apresentados a ambientes alcoólicos por amigos e parentes durante sua juventude e início da adolescência.

 

Como os alcoólatras crônicos, é comum que consumam outras substâncias além do álcool e também tem muitas maneiras de desenvolver transtornos mentais como resultado deste consumo.

 

A maioria dos membros deste grupo ainda consegue manter uma boa interação familiar e articular trabalho e outras tarefas, pois apesar dos sinais de álcool, eles frequentam grupos de apoio e/ou tem sessões particulares de terapia.

 

 

 

 

Alcoólatras jovens

Este é o maior grupo, com quase um terço do total.

Tais alcoólatras já se tornaram viciados na juventude, por volta dos 21 ou 24 anos de idade.

 

Eles bebem com menos frequência que os outros tipos, pois a maioria deles tem outras ocupações em sua rotina, mas uma vez elaboradas, eles exageram; este tipo de comportamento também está associado ao exagero comportamental.

 

Tais iniciam a prática da bebida muito mais por causa de um ambiente social de descoberta e do início da vida adulta.

 

Alcoólatras jovens anti-sociais

  • A maioria deles são jovens que ficaram viciados mesmo antes dos 20 anos de idade.

 

  • Eles constituem uma média de 20% do total de alcoólatras do país.

 

  • Esta categoria é assim denominada porque a maioria de seus membros sofre de um distúrbio de personalidade anti-social, popularmente conhecido como sociopatia.

 

  • Além disso, a existência de outros transtornos como o TOC, depressão, transtornos de ansiedade e outros transtornos de personalidade é recorrente.

 

  • A maioria deles é do sexo masculino e tem um baixo nível educacional, com poucas oportunidades de emprego.

 

  • Além disso, eles usam outras drogas, tais como maconha, cocaína, cigarros, Purple Drank, MD e LSD.

 

 

 

Como o vício em álcool começa

 

 

 

Alcoólatras: Como o vício em álcool começa?

A maioria dos alcoólatras começa a beber em idade bastante precoce, seja através da família ou de amigos.

As festas e as noites começam cedo, e com isso, o excesso de tolerância, para aqueles que começam cedo o suficiente, é apenas uma questão de progressão natural.

 

A bebida é consoladora e libertadora em paralelo.

 

O álcool é uma rota de fuga a ser usada uma vez que não se pode lidar com certos sentimentos e, em paralelo, “desbloquear” o indivíduo para certas situações.

Assim, principalmente os jovens são muito sensíveis a este impacto, mas existem outras situações que facilitam este vício.

 

Situações como pais alcoólatras, a perda de um ente querido, o fim de uma relação, o abandono de um emprego, tem o potencial de acentuar o consumo de álcool e levar ao vício.

Cada indivíduo terá seu próprio motivo especial para o vício, mas além do elemento sociocultural, o componente emocional é um forte contribuinte.

 

 

 

Efeitos e sequelas do alcoolismo

 

 

 

Alcoólatras: Efeitos e sequelas do alcoolismo

Sendo um tipo de dependência química, o alcoolismo causará inconvenientes em todas as áreas da vida do indivíduo: social, familiar, profissional, mental, física.

O alcoolismo degradará a vida do alcoólatra, as principais consequências são:

  • Maior possibilidade de desenvolver comorbidades.

 

  • Possibilidade de desenvolver câncer de mama, fígado, cólon, reto, boca, laringe, esôfago, estômago e garganta.

 

  • Deficiência e deterioração das funcionalidades cognitivas (pensamento, atenção, concentração, memória).

 

  • Distúrbios gastrintestinais.

 

  • Distúrbios cardiovasculares.

 

  • Transtornos imunológicos.

 

  • Patologias hepáticas e do pâncreas.

 

  • Pode causar ansiedade, depressão e transtornos de personalidade.

 

  • Disfunções sexuais, curetagem espontânea e nados-mortos.

 

 

 

 

 

Sintomas de alcoolismo que indicam que é hora de buscar ajuda.

Diante tudo o que foi dito até agora, é claro que o álcool não é uma substância para todos e não deve ser usado de forma descontrolada.

Por isso, é essencial entender quais sinais estão presentes uma vez que o alcoolismo já está prejudicando a vida de uma pessoa e em que momento é hora de buscar ajuda.

 

É essencial ver se você pode parar de beber, porque se você já tentou inúmeras vezes e volta constantemente ao primeiro sinal de mudança, pode ser um sinal.

Querer e precisar beber, independentemente do caso, é um sinal de que o corpo humano está constantemente tentando substituir as substâncias no cérebro para proporcionar conforto e prazer.

 

Mudança no período de amizades, os alcoólatras tendem a mudar seus amigos e/ou companheiros para aqueles com quem tem a possibilidade de beber mais e em estágios mais avançados se isolam para beber sozinhos.

As mudanças de humor mais comuns e a agressividade ao lidar com elas são sinais claros de alcoolismo.

 

Distúrbios do sono, como repouso suficiente ou insônia, juntamente com o crescimento ou perda de peso, são provavelmente sinais do impacto do excesso de álcool sobre o corpo.

Aqueles que consomem álcool durante um longo período de tempo, mesmo quando estão sóbrios, provavelmente apresentarão problemas de concentração e atenção, bem como uma argumentação mais bem conseguida.

 

 

 

Sintomas de alcoolismo que indicam que é hora de buscar ajuda

 

 

 

Alcoólatras: Conclusão

Quando pensamos em elaborar o artigo Alcoólatras, pensamos nas pessoas e nas suas duvidas recorrentes.

 

Observamos que, apesar de terem comportamentos semelhantes, os alcoólatras tem perfis diferentes uns dos outros.

Na prática, eles são pessoas comuns que fazem parte de nossa vida diária.

 

Além da predominância familiar e social que vende a imagem do álcool como algo benéfico e comumente primordial.

Os alcoólatras são pessoas que necessitam de ajuda, por esta razão oferecemos os serviços da Clínica Recuperando Vida que é uma referência no tratamento de dependência química no Brasil.

 

Como estamos falando de uma patologia séria e perigosa, ao primeiro sinal de alcoolismo é essencial buscar ajuda.

 

E se você gostou compartilhe com sua família e amigos e também em suas Redes Sociais.

Isso pode ajudar outras pessoas que estão em busca de ajuda para o problema do Alcoolismo

Veja abaixo algumas respostas as perguntas frequentes de nossos pacientes e seus amigos e familiares:

 

 

 

 

 

Alcoólatras: Dúvidas Frequentes

Existem muitas dúvidas que são recorrentes, e por este motivo são perguntas comuns de pessoas que buscam aClínica Recuperando Vida em busca de ajuda para amigos e familiares. Confira as respostas as dúvidas mais comuns:

 

Quais são os tipos de alcoólatras?

O alcoolismo é uma patologia caracterizada pela impossibilidade de manter o controle da ingestão de álcool devido à dependência física e emocional. De acordo com a OMS, 3% de toda a população brasileira acima de 15 anos de idade é alcoólica, uma porcentagem que representa bem mais de 4 milhões de indivíduos.

 

O que é considerado um alcoólatra?

O alcoolismo é a dependência do sujeito em relação ao álcool, considerada uma patologia pela OMS. O consumo constante, descontrolado e progressivo de bebidas alcoólicas pode comprometer seriamente o bom manejo do organismo, causando conseqüências irreversíveis.

 

Qual o correto alcoólatra ou alcoólico?

Alcoólico, em sua origem, é um adjetivo e significa “relacionado ao álcool ou ter álcool“. Conseqüentemente, bebidas alcoólicas, ou seja, aquelas que contêm álcool.

 

O que acontece na mente de um alcoólatra?

“Fundamentalmente, os neurônios dos indivíduos dependentes de álcool são diferentes.

Em seu cérebro, a recepção de opióides, e portanto a liberação de endorfinas, é criada com mais magnitude. É esta sensação em seu sistema de recompensa que faz com que eles queiram beber mais.

 

Quanto precisa beber para ser considerado alcoólatra?

Pelo menos uma vez por semana, bem mais de 3 bebidas por dia para as mulheres ou bem mais de 4 bebidas por dia para os homens. 1 episódio de embriaguez por semana. Consumo de bem mais de 20 dias consecutivos de bebidas alcoólicas em qualquer porção.

 

 

Clinica Recuperando Vida Piracicaba SP

 

 

Como saber se uma pessoa é alcoólatra?

Sintomas de alcoolismo

  1. Beber sozinho e fora das situações sociais
  2. Continuar bebendo mesmo quando perceberem que estão longe da família e dos amigos
  3. Expor a agressão uma vez confrontados
  4. Tem dificuldade em parar de beber, mesmo estando intoxicados
  5. Exibem paranóia e alucinações

 

Como é a personalidade de um alcoólatra?

Além da falta de sabedoria emocional, as pesquisas mostram que os alcoólatras sofreram mais traumas emocionais precoces (na infância) do que os não alcoólatras e exibem uma personalidade desadaptada – dificuldade de adaptação e interação com seu ambiente social.

 

Quando a pessoa bebe e muda de personalidade?

Entretanto, uma nova análise realizada pela Universidade do Missouri, nos EUA, mostrou que a iniciativa de que o álcool transforma o sujeito em uma “pessoa diferente” é um mito.

A personalidade basicamente não muda, o que acontece é uma perda de inibições e um crescimento da extroversão, de acordo com os psicólogos.

 

Como é a vida de um alcoólatra?

O álcool pode causar confusão na mente, o que faz com que o indivíduo seja incapaz de pensar clara e rapidamente.

Neste sentido, a desorientação acaba sendo habitual e, frequentemente, o alcoólatra pode sentir problemas para voltar à moradia, dada a sua embriaguez.

 

 

A Equipe de Conteúdo da Clínica Recuperando Vida Recomenda a Leitura dos Artigos:

 

 

BORDERLINE

 

COMORBIDADES

 

MACONHA

 

REMÉDIO PARA PARAR DE BEBER

 

 

 

como-ajudar-tratamento-para-usuarios-de-crack

 

 

 

CLÍNICA RECUPERANDO VIDA

R. Inácio de Vasconcellos Cunha Caldeira, 500

Jardim São Francisco – Piracicaba – SP

 

Fone:  (19) 3427-1643
Whatsapp: (19) 99188-2675

 

E-mail: contato@clinicarecuperandovida.com.br

 

WEBSITE OFFICIAL:

 

Tags desta página:
Alcoólatra, Alcoolismo, Tratamento Alcoolismo, Clínica de Recuperação, Clínica de Reabilitação
0 +
Visitas Mensais em nossa Clínica
0 +
Famílias Atendidas Mensais
0 +
Pacientes em Tratamento Por Ano
0 +
Abrangências em Estados brasileiros
Remoções 24 horas

Remoções 24 horas

O vício é imprevisível e começa a controlar a pessoa sem que ela perceba, ou seja, consequentemente algumas atitudes são tomadas sem que o dependente tenha conhecimento dos malefícios que estão causando e a solução mais plausível é iniciar o tratamento em um clínica de reabilitação.

Nossa equipe está em prontidão para remoção 24h por dia em qualquer região do Brasil através de ambulâncias equipadas, ou se a família preferir possuímos também carros descaracterizados para ações mais privativas e discretas.

Aceitamos Todos os Planos de Saúde

Fale com um de nossos consultores de plantão atendimento 24 horas via Whatsapp