Como ajudar um alcoólatra que recaiu?

Como ajudar um alcoólatra que recaiu ou precise de ajuda.

E neste artigo, vamos entender como ajudar um alcoólatra que recaiu ou ainda, precisa de sua ajuda!

Contribuir para um familiar ou amigo com problemas de abuso de álcool pode ser um trabalho difícil – no entanto, realizá-lo pode ser significativamente gratificante para sua interação com esta pessoa querida. Na Clínica Recuperando Vida, lhe mostraremos como ajudar um alcoólatra que recaiu no uso da bebida.

Se seu amigo ou familiar parece estar lutando contra o álcool, você pode se sentir assustado e desamparado. Este guia lhe mostrará maneiras eficazes de dialogar com seu ente querido sobre a bebida, como encontrar o apoio profissional adequado e como apoiá-lo durante todo o procedimento. Talvez mais ainda, você descobrirá como cuidar de si durante este processo.

Após ler nosso guia, você será capaz de compreender melhor o caso de seu ente querido, fomentar maior compaixão por ele (e por você mesmo) e entender como fazer as escolhas mais apropriadas relacionadas ao seu tratamento e recuperação.

Como ajudar um alcoólatra

O que é uma recaída?

A recaída é gerada quando um alcoólatra retorna ao consumo de álcool após um período de sobriedade.

Você pode ficar surpreso ao saber que até 90% dos alcoólatras recaem pelo menos uma vez antes de assumir o controle total de seu vício, portanto não há vergonha nisso para você ou para eles.

Mesmo as mentes mais fortes, tais como certos artistas famosos, têm sido observadas a serem chocadas pela tensão.

A recuperação do vício em álcool ou outra droga é um processo que pode levar tempo.

 

Uma recaída (ou várias recaídas) pode acontecer e de fato acontece com muitos em recuperação do vício em álcool e outras drogas e, a recaída, pode proporcionar aplicações e mudanças rigorosas na retomada da reabilitação do alcoolista.

Isto é distinto de um tempo, que é um afastamento temporário das metas alcoólicas de uma pessoa, seguido por um retorno às metas originais. Exemplificando, uma pessoa que estabeleceu uma meta de não beber álcool pode acabar tendo um copo de vinho em uma celebração, apenas para retornar a sua meta de álcool no dia seguinte.

O nível de uso de substâncias pode mudar com o tempo, entretanto, o que torna um lapso diferente de uma recaída é que um lapso é um breve retorno ao uso de substâncias seguido por um claro retorno às metas de recuperação do indivíduo.

Causas de recaída

Há inúmeras situações que têm o potencial de encorajar a recaída.

  • Situações que tentam o indivíduo a retornar ao uso de drogas: ou seja, situações ou lugares onde o indivíduo já tenha usado álcool ou outra droga.
  • Situações que funcionam como estímulos para o uso de substâncias como tática de enfrentamento: por exemplo, uma casa ruim, contratempos de especialistas ou individuais, pressões sociais ou estigmatização social.
  • Desvantagens emocionais ou psicológicas de saúde pré-existentes.
  • Desvantagens de saúde física pré-existentes. A saúde física precária pode fazer com que várias pessoas recorram a drogas de venda livre, principalmente quando possuem dores persistentes.
  • Culpa causada pelo declínio. Uma pessoa que aspira a se privar do uso de substâncias pode experimentar um problema interno ou culpa se acabar falhando. Se não for administrada corretamente, isto pode levar à autoincriminação e culpa, o que por sua vez torna mais provável que o indivíduo continue a usar a substância como um mecanismo de enfrentamento.

Várias tentativas podem ser necessárias para alcançar as táticas corretas de gerenciamento para manter uma meta de longo prazo para o álcool e outras drogas.

Como ajudar um alcoólatra que recaiu

Entendendo o alcoolismo

Antes de como ajudar um alcoólatra que recaiu, é preciso compreender sua interação com o álcool.

Assim como se pode manter um objeto que te faz se sentir seguro quando se está nervoso, os alcoólatras dependem dele para o seu próprio conforto. E ficar sóbrio significa que seu controle é removido.

Você deve saber que o vício não é simplesmente uma dependência física.

 

Os alcoólatras também têm uma interação emocional e mental com o álcool, o que significa que existem 3 tipos de dependência que exigem que você mantenha o controle. Isso faz com que seja 3 vezes mais complexo de ser superado.

Se você imaginar quebrar uma interação prolongada ou de repente se perder em um território diferente sem um mapa, você começará a compreender a mentalidade do indivíduo que você deseja ajudar. Todos os seus sentidos estão se adaptando a novas situações sem o álcool do qual dependem há tanto tempo. É, portanto, um processo assustador.

Superando a tentação

Você já teve a sensação de que uma vez que você sente o cheiro de alguma coisa, ela o leva de repente de volta à sua infância? Isso seria porque nossa mente tem uma atitude desencadeante. Esta é a janela através da qual o vício pode retornar.

Assim, a recaída não começa com uma bebida, mas com uma mudança de mentalidade. Isto poderia ser causado pelo cheiro ou manipulação do álcool, dor, abuso ou outros fardos, tais como pressão financeira.

Mesmo após a reabilitação, a tentação de beber constantemente está presente. A melhor coisa que você pode fazer para ajudá-los é remover do ambiente os itens envolvidos com o álcool e criar um ambiente divertido e interessante sem bebidas alcoólicas para que não sejam tentados.

Sinais de advertência

Há certos sinais de alerta de que um alcoólatra em recuperação retrata uma vez que seus pensamentos em relação ao álcool começam a mudar. Estes comportamentos são habituais e difíceis de manter o controle, por isso, tem a possibilidade de aparecer a qualquer instante no processo de recuperação. Estes incluem:

  • Retirada das interações sociais
  • Ter problemas para fazer escolhas
  • Fazendo escolhas irracionais
  • Sabotando seu aumento de recuperação com desculpas
  • Sentindo novamente sinais de retirada, como a ansiedade
  • Reformulando seus pensamentos sobre o álcool
  • Experiência de mudanças de humor ou reação exagerada a situações
  • Julgando que o processo de recuperação não é para eles, ainda não sabendo por que

 

Ao conversar regularmente com alguém que está passando pelo processo de recuperação, você deve tomar consciência de quando estes comportamentos começam a surgir e trabalhar neles mais cedo.

Entretanto, se você notar alguém exibindo estes comportamentos e se esquivando do que está acontecendo, ele pode estar passando pela fase emocional da recaída.

 

Como ajudar um alcoólatra que recaiu

 

Como ajudar um pai alcoólatra

 

Se você está lendo isto porque você precisa saber em como ajudar um alcoólatra que recaiu. Não entre em pânico!

As recaídas são geralmente desencadeadas pelo estresse, portanto, a coisa mais importante a fazer é criar um ambiente calmo para elas.

Respire fundo, volte para o indivíduo com o qual você está preocupado e ofereça-lhes sua atenção. Use as dicas de “Manter a conversa” para envolvê-los no diálogo e deixá-los saber que você está lá para apoiá-los.

 

Se o indivíduo responder bem, incentive-o a parar com o álcool.

Entretanto, não seja agressivo ou faça-os se sentir responsáveis, pois isso simplesmente aumentará o estresse. Apoie-os até que eles se sintam confortáveis o suficiente para aceitar a responsabilidade e buscar ajuda. Se eles estiverem em um estado incontrolável, ligue para nosso número de telefone para orientação imediata.

Se você está lendo isto porque conhece alguém que está se recuperando do alcoolismo e quer entender mais, você já deu o primeiro passo para fazer o melhor que pode. Entender o caminho do vício é a melhor maneira de ajudar alguém a superá-lo.

Mantendo a conversa em andamento

Antes de dialogar com o indivíduo passando por uma recaída, ponha-se no lugar dele. Para permanecer sóbrios, eles lutam todos os dias com a voz na cabeça que diz que outra bebida não vai doer.

Todos nós temos dias ruins e onde você pode pegar uma barra de chocolate para desabafar, uma pessoa malvada apenas pega uma bebida.

Às vezes a voz em sua cabeça se torna bastante difícil de manter o controle e eles precisam de apoio.

 

Mas como ajudar um alcoólatra que recaiu?

Simpatizar com essa pessoa, ouvindo atentamente o que ela tem a dizer, mas não descartar o problema.

As recaídas são sérias e, embora você deva ser empático, não deve ignorar o problema ou retirar-lhes a responsabilidade. Portanto, seja firme, mas compreensivo.

 

Aqui estão algumas dicas para facilitar a discussão:

  • Seja empático e escute o que eles devem mencionar.
  • Não os acuse ou tente fazê-los se sentirem responsáveis.
  • Dê-lhes tempo: não inicie a discussão quando lhe restam apenas 10 minutos.
  • Lembre-os de como o fizeram anteriormente e da ajuda que têm por trás deles.
  • Não subestime o caso. Se eles se sentirem responsáveis, deixe que o façam, pois é mais provável que procurem ajuda.

 

 

Vida após a reabilitação

A recaída é uma parte comum do processo de busca pela sobriedade e o perigo está sempre presente. Entendemos que pode ser horrível ver alguém sofrer uma recaída depois de todo o seu progresso, e pode parecer que tudo isso tem sido em vão.

No entanto, isso nos lembra a interação do indivíduo com o álcool e como ele está se saindo todos os dias.

Colocá-los de volta no caminho certo é uma prioridade e a recaída não significa o fim da viagem. Cada dia que eles permanecem sóbrios é uma luta ganha.

 

Fale com nossos profissionais de serviço internos 24 horas por dia.

 

Como ajudar um alcoólatra que teve uma recaída?

Descubra como nossos consultores têm a capacidade de ajudar você ou seu ente querido a escolher o procedimento de reabilitação adequado.

A avaliação telefônica levará apenas de 5 a 10 minutos de seu tempo. Isto o ajudará a saber em que ponto você se encontra em termos de possibilidades de reabilitação em sua área local.

 

 

FALE AGORA COM UM CONSULTOR – CLIQUE AQUI

 

 

 

 

Conclusão

Pode estar sendo extremamente angustiante em como ajudar um alcoólatra que recaiu, porém, o melhor a se fazer é avaliar a sua própria capacidade para ajudá-lo NESTE MOMENTO.

Caso você não se encontre seguro ou segura para ajudar o alcoólico de imediato, LIGUE PARA NÓS AGORA MESMO para o telefone (19) 3427-1643 ou pelo WHATSAPP (19) 99188-2675.

 

 

DÚVIDAS FREQUENTES:

Diariamente somos procurados por muitas pessoas em busca de ajuda para como ajudar um alcoólatra que recaiu.

Pessoas que buscam ajuda para parentes, amigos ou mesma para si próprias.

E observamos que são dúvidas recorrentes e referentes ao tratamento para o alcoolismo. Vamos citar algumas das perguntas e dúvidas mais comuns.

 

Como ajudar uma pessoa alcoólatra?

  1. Procure o raciocínio
  2. Invista no diálogo
  3. Invista em ocupações
  4. Evite estimular o álcool
  5. Buscar ajuda profissional
  6. Valorize seu esforço

 

Como ajudar um alcoólatra parar de beber?

A chave é abordar o indivíduo de forma calorosa e amigável, com respeito, sem acusá-lo ou culpá-lo por seu comportamento relacionado ao álcool. Uma abordagem acusatória leva o indivíduo a reforçar suas defesas e negar que ele ou ela tem um problema.

 

O que fazer ao percebe que a pessoa alcoólatra teve uma recaída?

  1.  Entenda que as recaídas relacionadas ao álcool e às drogas fazem parte do processo.
  2. Encorajar o indivíduo malvado a praticar esportes.
  3. Incentivá-los a voltar à clínica para tentar uma recaída de álcool e drogas. …
  4. Ajudá-los a reorganizar sua rotina.

 

 

 

O blog da Clínica Recuperando Vida publica semanalmente artigos com conteúdos de qualidade que ajudam pessoas dependentes de álcool e outras drogas e seus familiares à encontrarem a verdadeira recuperação e uma vida de qualidade.

 

 

A Equipe de Conteúdo da Clínica Recuperando Vida também recomenda a leitura dos conteúdos abaixo:

 

Histórico familiar aumenta chance de desenvolver Alcoolismo

 

Alcoolismo leva à perda da inteligência psicológica

 

Alcoolismo e Suas Consequências

 

 

 

©️ 2022  CLÍNICA RECUPERANDO VIDA

Rua Inácio de Vasconcellos Cunha Caldeira, 500
Jardim São Francisco
Piracicaba – São Paulo, 13403-613
FONE/ WHATSAPP: (19) 99188-2675

 

 

Tags desta página:
0 +
Visitas Mensais em nossa Clínica
0 +
Famílias Atendidas Mensais
0 +
Pacientes em Tratamento Por Ano
0 +
Abrangências em Estados brasileiros
Remoções 24 horas

Remoções 24 horas

O vício é imprevisível e começa a controlar a pessoa sem que ela perceba, ou seja, consequentemente algumas atitudes são tomadas sem que o dependente tenha conhecimento dos malefícios que estão causando e a solução mais plausível é iniciar o tratamento em um clínica de reabilitação.

Nossa equipe está em prontidão para remoção 24h por dia em qualquer região do Brasil através de ambulâncias equipadas, ou se a família preferir possuímos também carros descaracterizados para ações mais privativas e discretas.

Aceitamos Todos os Planos de Saúde

Fale com um de nossos consultores de plantão atendimento 24 horas via Whatsapp